quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Marcaram-me uma consulta médica para terça-feira de Carnaval

Pensei que era a funcionária a pregar-me uma partida mas assim que lhe olhei bem nos olhos, vi que de brincadeira não tinha nada.
Acho que vou mascarada. Infeliz da médica se abrir a boca para criticar! E logo de manhã cedo!
Não me tirem do sério, pá!

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Com um sorriso de orelha a orelha

Disseram-me que sou doce!

Fizeram-me rir. Eu? Doce? E conhecem-me há uma semana. Oba! Doce parece ser quem mo disse. Ela sim, ela parece ser uma pessoa querida.
- E não é para se cansar! Veja lá o que faz!

São estas as ordens dos fisioterapeutas para o fim-de-semana.
É verdade, estou cansada. Dói-me tudo e não posso com uma gata pelo rabo!

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

E quem o contraria?

Estamos no Inverno?
Estamos.
Está frio?
Ah, pois que está frio!
Mesmo com frio, levamos o Sasha à praia?
Claro!
Mesmo com frio, deixamos o Sasha entrar na água?
Que remédio temos nós! Apanha-se no areal e é vê-lo fugir para dentro de água.

Depois é ver as pessoas a mirarem-nos com cara de quem acha que somos umas grandas bestas e que somos nós que o mandamos à água!

Ai que pó que tenho aos médicos!

Envelope das análises nas mãos. Abro como é costume e passo os olhos rapidamente.
Tudo nos "trinques" excepto o colesterol. Teria que ser inferior a 200. O meu estava nos 215.

No dia da consulta o médico chega aos 215 e solta um "Ai, ai!".
Ai, ai?
Com o caneco, com um bocadinho de exercício físico mando os 215 às urtigas! Agora "ai, ai!"! Não gostei, pô!

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Episódios Twillight Zone

Há alguns anos, numa descida apercebi-me que os travões do carro tinham ido desta para melhor! Primeiro... senti o sangue subir-me num ápice à cabeça. Depois... senti que o estômago se tinha colado às costas. Ao mesmo tempo o coração parecia querer saltar-me pela boca.
E sem mais nem menos, chegou o sangue frio.
Valeu-me estar a meio da noite e não haver trânsito algum. Dificilmente teria conseguido parar o carro em segurança e sem quaisquer danos se fosse de dia.
Também tive sorte que a passagem de nível que estava lá no fundo, estivesse aberta e não houvessem comboios por perto.

A maior parte das vezes penso que foi a minha perícia que me levou a bom porto. Mas tenho dias em que analisando bem o episódio, acredito ter tido um anjinho sentado no meu ombro.

Olhando para trás vejo demasiados episódios destes na minha vida. Há um padrão que se repete uma e outra vez. E sempre na altura crucial, entra o sangue frio e dá-se a volta.

Agora mas num outro sentido estou novamente numa descida abrupta e sem travões de qualquer espécie. Só que desta vez há trânsito e obstáculos. Pode não haver comboios a passar lá no fundo que isto toda a gente sabe que por muito grande que seja a queda, do chão não se passa... mas não sei em que estado estarei quando passar o perigo.

O pior é que não sei nem quero saber.

Resta-me rezar para que haja um anjo da guarda e que lá no fundo da estrada se abra um airbag.



domingo, 16 de fevereiro de 2014

Estou com um humor de cão porque...

... não me levantei cedo, logo não aproveitei a manhã...
... bebi café sem acúcar quando...
... só me apetece comer bolos mas recuso-me a fazer um red velvet...
... tenho de retocar a depilação...
... tenho as unhas quebradiças...
... tou a ver que amanhã me vão dizer que as calças empatam e que devia ter levado calções...
... tenho frio...
... tenho frio...
... já disse que tenho frio?

Estado

A ver coisas bonitas para ver se me amanso.
Oh, vida!

sábado, 15 de fevereiro de 2014

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Compras com homens

Se tenho a sorte de ter um paz de alma como marido que não se aborrece de ir à compras comigo e vá lá, temos de dizer que ele também tem muita sorte que eu não seja a típica mulher consumidora de roupas e afins, o mesmo já não posso dizer do meu mano.
Experimentar roupa com ele ao pé (sim, eu gosto da opinião dos meus homens!) é de bradar aos céus!
Hoje, só por causa de umas calças, ia-lhe fazendo a barba à chapada!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Dia dos Namorados

Acho que cá por casa vamos adiar o dia.
Perguntamos um ao outro o que apetece jantar amanhã e tanto um como o outro encolhe os ombros. Miseráveis!
Se ele me tivesse perguntado há uma semana, era certo que me apetecia sapateira.
Mas sabendo como sou, não garanto que amanhã não vá comprar umas sapateiras (já cozidas que não estou para sofrer com os bichos a quinarem na panela!)!

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Aos autarcas dos "Algarves"


Caríssimos Autarcas Algarvios, porventura já terão ouvido falar de amendoeiras e oliveiras, não? São árvores lindas e são cá da terra, sabem não sabem?
Então, já que cortam as palmeiras por estarem a morrer, ao menos mandem plantar algo de jeito nesses locais. Nada de mandar calcetar os buracos ou deixar o espaço vazio.
E como para bom entendedor meia palavra basta...

26 anos passaram

E há sentimentos que não mudam.
Urticária, nhaca... tanta.

Ridículo

No meu roupeiro não há... calças de fato treino nem calções desportivos.
Já pareço aquelas pessoas que dizem não ter um único par de jeans...

Os próximos quinze dias vão ser tão bonitos... nem me vão ouvir piar!

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Vai de Miró

Nem sei como contar um bocado de conversa que apanhei na rua, entre duas senhoras de idade avançada.  Primeiro achei piada. Uma piada mordaz. Depois fiquei a matutar na coisa e passada a piada, aquilo ficou a morder-me.

"- ... aqueles ladrons, robam-nos a torto e a drêto... cabrôns de merda... deviam vender era aquelas pinturas nas finanças... assim ao desbarato, como fizeram com a terra do Ti ... pobre home... assim é que adevia ser...  igual pra todos... mas a gente já sabe... uns sã filhes, os outros entiados... filhes da puta!"

No fundo até têm razão. E mais não digo.


domingo, 9 de fevereiro de 2014

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Para o meu pequeno grande Menino

E chove, chove, chove, ...

Como é que um cão que adora água, detesta sair à rua quando chove?

Coisas que me tiram do sério

Aqui há uns anos quando meia Espanha andava a comprar tudo o que era propriedade no Alentejo, era ver muita gente alvoraçada... só porque eram os espanhóis os compradores.
Agora, estão a vender o país aos chineses e aos angolanos e anda tudo com um sorriso de orelha a orelha. Só querem ver o dinheiro a entrar nos bolsos. Pensam no futuro do país? Claro que não.

Daqui a uns anos logo conversamos. Depois não se queixem.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Dasafios incompatíveis com a minha maneira de ser

Se há umas duas semanas uma pessoa amiga me perguntou se seria tarde para tirar Direito, na semana passada outra pessoa desafiou-me para o fazer.

Eu sei que no presente era algo muito útil mas ...

Convidem-me lá para um curso de tecelagem que a esse digo que sim de olhos fechados!

Era menina para me pôr agora a cantar um Fado

Mas como não quero partir vidros nem afugentar vizinhos... vou ouvir e trautear baixinho...

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Não querendo ofender ninguém...

Mas quem é que faz um quadro erótico a ponto cruz?

E se nem queremos beijinhos do marido...

... então é sinal que a coisa está mesmo preta...

E quando os olhos comem mais do que a barriga...

... sentamo-nos muito quietinhas e não fazemos movimentos bruscos.
Bebemos um café sem açúcar e aguardamos que o hiper-mega-crepe com banana, gelado e natas batidas que fizemos quando sucumbimos ao ataque de gula do mês, comece a ser devidamente digerido.
Antevejo uma tarde muito, muito sedentária.

Felizmente não tirei fotos. Já tenho a minha dose de crepes. Lá para o próximo ano já devo estar condições para outra dose!
E nem falo do dedo que "encrepei" (queimei) na frigideira!