sábado, 31 de maio de 2014

Ai Se Ele Cai


A insónia a dar em força

Se há boa noite para se ter uma insónia, é mesmo na véspera de um casamento. Houve ali uma altura em que pensei que nem o melhor corrector de olheiras me salvaria o dia. Melhor ainda é estar no cabeleireiro e fazerem-nos uma massagem na cocuruto! Juro que senti o sono a vir galopante!
Cabelo arranjado em menos de uma hora e ainda me queriam maquilhar... nã, muito obrigada porque se me sento ali para me pintarem nem com um balde de água gelada vocês me acordam!
Em casa, volta a adrenalina, pintura bem feita (das olheiras nem sinal!), almoça-se nas calmas, veste-se a farpela e arranca-se para a igreja.

Casamento cinco estrelas. Quase quarenta e oito horas sem dormir... haja insónias...

quinta-feira, 29 de maio de 2014

De noite insónias, de dia perdida de sono...

Casas antigas

Sou uma apaixonada por casas antigas. Antigas mas de bom gosto. Com uma traça bonita e caracteristica da região. Casas com história. Com vivência nas paredes.
Se me derem a escolher entre uma casa nova e uma antiga recuperada, nem hesito...  e vem isto agora à baila porque acabei de ver uma, recuperada, para arrendar a uns quilómetros aqui de casa, numa terrinha que adoro... poxa, pá!

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Quem sai aos seus não degenera

Quando o marido me diz "Calminha contigo, preciso de dormir...", é sinal que tenho de meter travões e dar descanso ao homem.
Oh, céus! Já não se fazem homens como antigamente!

Mesmo na mouche

Bela altura para o esquentador dar o berro!
É o que mais me apetece fazer... estoirar dinheiro.
Se escolher uma máquina de lavar foi uma dor de cabeça, escolher um esquentador vai ser de ... grrrr!

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Oráculo

Tenho um na família.
Tem mais de 90 anos e tudo o que tem dito acerca da política e dos políticos tem vindo a realizar-se.
Mais cego é quem não quer ver.

A extrema-direita na França

Ganha terreno a galope!

Como, minha gente? Onde têm os franceses a cabeça?
M-e-d-o.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Boca de chocalho

Afinal confrontei a sogra.

Não me parece que tenha servido de grande coisa, aposto... vai continuar assim mais uns meses...

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Meias

Mas é que nem que a vaca tussa vou calçar meias no casamento!
Só se vai ver o pezinho e nem pensar em andar com ataques de comichão nas coxas por causa de meias!

Com o caraças! Tá um frio... mas meias, não.

Quando eles gostam de nos oferecer lingerie

A minha loja de lingerie preferida foi à vida. Quero dizer, fechou portas! Mais uma que a crise levou.
Não é que eu lá fosse mas ia o marido. E trazia coisas lindas que me deixavam a bater palminhas.
Agora até que ele descubra uma outra loja onde goste de ir, é vê-lo a olhar de lado para as desasadas que o atendem.

É impressão minha ou há muita mulher recalcada por aí? Umas porque são mal casadas, outras porque são divorciadas, outras porque os namorados só sabem é comprar cerveja! Outras que acham que homens que compram lingerie são uns "coninhas"! E depois ainda dizem que os homens é que são machistas! Há mulheres que nem pra elas são! Credo!

quarta-feira, 21 de maio de 2014

A sogra

A minha sogra anda numa fase má.

Mal disposta quando ela é brincalhona.
Cáustica quando é simpática.
Nem para o seu hobby tem paciência.
Esquisita. Quezilenta.

A minha sogra é aquele tipo de pessoa que vai tirar um nódulo da mama e não diz nada a ninguém mas está sempre presente quando precisamos dela.
Conheço-a há 17 anos e não me lembro de alguma vez a ter visto assim. Um dia mau todos têm mas isto dura há uns cinco meses.

Desconfio qual seja a causa mas não a confronto.
O tempo dirá se tenho razão.


terça-feira, 20 de maio de 2014

Carlos Santana

"A religião organizada é uma distração.
A espiritualidade é água, a religião é a Coca-Cola e a Pepsi-Cola."

Muito bem dito. Penso exactamente como ele.

O Ministério da Saúde e o Código de Ética

Metem nojo! Querem calar os médicos, meus paspalhos? Querem esconder à força a merda que aí vai dentro?

Nojentos de merda!

Hoje estou virada! Não me puxem pela língua.

Raça do tempo! Mais um alerta amarelo!

Ai eu!
Ai eu!
Ai eu!

Isto sou eu a imitar o meu cunhado! É só umbigo, raio do homem! lol Assim como o São Pedro que se está a borrifar pra gente!

Dinheiro pelo cano... quase!

Antes de sair de casa tirei uma nota da carteira e meti-a no bolso das calças.
Fui à minha vida e quando regresso a casa vinha aflitinha. Fui directa ao wc.
No fim despejo o autoclismo e ao puxar as calças para cima, eis que me salta a nota do bolso e aterra dentro da sanita!
- Não, isto não pode ter acontecido...
Fecho os olhos, abro os olhos e a nota lá continua. Meio dentro de água, meio colada na loiça! Ai ca nojo! A sanita estava limpa mas aquilo é coisa que nunca está verdadeiramente limpa!
Apanhei-a? Eu não.
- Maridoooooo!
 Ele tem estômago de ferro, eu é que sou uma cagadinha! Estou com o TPM, tenho desculpa!
A nota? Foi passada por água muitas vezes e agora está ali a secar no estendal. Blhac!

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Mezinhas

Enfiar-me num bom banho quente enquanto o marido faz uma bela duma canja.
Quem há-de dizer que uma boa canja cura as dores da alma e as maleitas do corpo? É um consolo!

Desenterrar os mortos

Acordei completamente influenciada por um sonho.
Desatino quando isto acontece.
Sonhos que deixam uma pessoa completamente destabilizada. Sonhos demasiado realistas. Cheiros, sons, tudo! Sonhos que mostram uma outra perspectiva. Sonhos que não tendo nada de desagradáveis só empatam... acho eu.

Hoje estou oficiamente deprimida.
Juntou-se tudo. TPM, o sonho, um vento estúpido que faz dores de cabeça, o sol está tímido e a temperatura tá uma c*c*!

A minha mana só me complica a vida

Não chegava ter cá em casa duas fatiotas em aberto para o tal casamento. Não, não chegava.
- Olha lá estas calças tão giras! E já viste como ficam bem com os sapatinhos da mãe? E são mesmo o teu tamanho!
E lá vieram as calças.

A escolha vai depender do mood do dia.

Mandioca e mandioquinha

Alguém me explica porque se encontra mandioca facilmente mas mandioquinha nem sinal?
Então importamos de tudo um pouco e a boa da mandioquinha que preciso para fazer um pão, nem vê-la?

domingo, 18 de maio de 2014

Ração para cão

O Sasha mudou hoje de ração.
Com o cheiro que está a sair, há umas duas horas consecutivas, do seu traseiro, desconfio seriamente do que os fabricantes usam para a fazer.

O cão parece estar podre e o saco da ração custa os olhos da cara!

Escaldão no rabo?

Nem no rabo, nem em lado nenhum.

Apesar do sol, esteve um vento mais frio que sei lá o quê! Só dentro do carro é que se estava bem!
Não apanhei sol e tou mais murcha que uma passa de uva... quem raio há-de dizer que para estar bem humorada, preciso de sol quente e luminoso?

Arrrrr burro!

sábado, 17 de maio de 2014

S. Pedro não te atrevas!

Então que raio de conversa é esta, de irem baixar uns 5º?

Querem lá ver que vou ripar frio?
Já estou a ver este casamento de esguelha!

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Quando a bota não bate com a perdigota

Tenho ali um vestido mesmo giro para o casamento e tenho umas chinelas elegantes mas muito confortáveis ainda por estrear mas... não combinam! Nem lá perto.

E agora:
- Compro sapatos novos? (mas ando a namorar uns da minha mãe... têm uns 33 anos mas são lindos e intemporais!)
ou
- Compro mais um vestido?

Isto é chato. Chato. Chato. Detesto gastar dinheiro em roupa.
Agora dava-me jeito ser uma daquelas mulheres que adoram comprar roupas e sapatos!  Só por 24 horas.
Blanhc.

Barriga

O casamento vai calhar naquela altura do mês em que vou estar inchada que nem uma grávida de cinco meses.
Não estou com vontade de gastar dinheiro numa cinta mas... tenho ali uma de apoio lombar, recomendada pela fisioterapeuta que cumpre perfeitamente o objectivo, se a apertar um bocadinho mais do que é costume.
Fico com uma cinturinha de fazer inveja!

Ó raios e depois como me sento?

quinta-feira, 15 de maio de 2014

As Despedidas de solteira e as púdicas

No jantar de aniversário de uma amiga, oferecemos-lhe uma camisola de noite linda, linda. Daquelas sexys, sem serem ordinaronas que o namorado é um bocadinho (estou a fazer de conta que acredito!) pró conservador.
Uma das presentes, grita: "C'orror, deram-lhe um espera-maridos!" - e mais algumas queridas presentes concordaram agitadas.
Raios, nem parecem mulheres casadas e com filhos!

Agora, essa amiga vai casar. Não posso ir à despedida-de-solteira mas das duas, uma:
- ou, vai ser uma pasmaceira de morte;
- ou, alguém sai de lá com taquicardia!

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Abençoado marido

Que me alimenta a gula!

Mesmo murchinho por causa do Benfica!

Solidão na velhice só porque se é teimoso e inconsciente

Deus, quantas vezes me pergunto porque me diz ela consecutivamente que está só, que se sente só, que está triste e infeliz, se depois demonstra sem qualquer pudor que prefere a companhia de outros? Ela quer-nos só para fazer companhia enquanto os outros não chegam. Os que inventam trabalho para não irem ter com ela demasiado cedo e ela mesmo sabendo disso, arranja sempre desculpas. Coitadinhos que trabalham tanto, coitadinhos que fazem mais que tanto. Coitadinhos que são perfeitos!  Pelo Amor de Deus, tenham piedade de mim!
Mas tenho cara de burra ou quê? Tenho cara de masoquista, é?
Ofereci-me para deixar a minha casa e ir viver com ela. Cada uma na sua casa que privacidade é coisa que se respeita e gosta naquele lado. Nunca estaria sozinha. O marido olhou-me de esguelha e franziu o nariz. Não por mudar de casa mas por saber das preferências dela. Viver com uma pessoa que assume naturalmente, como o acto de respirar, que outros são os preferidos não é o ideal de convivência, pois não?
A nossa presença nunca é suficiente, tem de haver a outra em simultâneo mas depois queixa-se a toda a hora que não aparecemos.  E quando estamos juntas, critica, critica, critica. É verdade, não somos perfeitos. Tolice a minha.

Não gosto da solidão. Nunca soube o que é solidão. Ninguém tem de viver assim quando tem família mas o que é demais, é demais. Ela própria se condena à solidão.
Tenho amor próprio mas também tenho consciência e não quero que ela me pese neste aspecto. Não foi assim que me educaram, não foi isso que vi na casa dos meus pais e dos meus avós. A família sempre em primeiro lugar.

As horas hoje correm e eu só oiço na minha cabeça "Solidão, Solidão, Solidão". É martelada atrás de martelada e hoje tudo pesa. Sinto cada vez mais que falta algo. Que começa a faltar tudo.
Hoje é um mau dia.

domingo, 11 de maio de 2014

sábado, 10 de maio de 2014

Caras (que me são estranhas)

Sustos! Perplexidade.
Não por serem feias ou bonitas mas por serem diferentes, tão diferentes das caras que outrora me foram tão familiares.
Muitos dos meus amigos de infância simplesmente desapareceram da minha vida. É normal. Objectivos de vida diferentes, diferentes ambições e vai que as pessoas mudam e vai que as pessoas desaparecem das nossas vidas.

Ultimamente tenho vindo a reencontrar algumas no facebook. Tenho uma amiga que diz que se em determinada altura essas pessoas sairam das nossas vidas sem olhar para trás é porque não estavam destinadas a fazer parte do nosso dia-a-dia, logo para quê tentar reencontrá-las agora?
Eu não sou tão radical. Gosto de saber o que é feito delas, sem me imiscuir. Eu não esqueço facilmente.

Ultimamente, tenho tido sustos atrás de sustos. É que se há pessoas que as feições continuam iguaizinhas, outras há que não as reconheço. Podiam passar por mim na rua e se não me falassem... sim, eu sou das que tem a mesma cara desde sempre... eu não as reconhecia.

Perfeitos estranhos. E dou por mim a questionar-me: Como é possível as feições mudarem tanto? Em que nem o olhar reconhecemos...

Mézinha para dormir bem?


Tudo menos ver a série Sobrenatural antes de dormir!

Há quatro anos que não lhe pegava.
Recomecei a ver há duas noites e tenho tido umas noites tão descansadas... eh,eh! Quero dizer, faço de conta que sim!
Deixo de ver? Claro que não! rsrs

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Muda de pêlo... a primeira do ano pró labrador cá de casa

Estamos a dar em doidos!
Aspire a casa as vezes que aspirar, limpe os móveis as vezes que limpar, há sempre pêlos por todo o lado!
O Sasha está na muda do pêlo. Agora está a mudar para a fatiota de Verão. Até que o processo esteja concluido, não há limpeza que mantenha esta casa em condições.
Temos pêlos para dar e vender mas tê-lo na rua está fora de questão! São demasiados os amigos do alheio e não queremos um desgosto. O Sasha é um cão de casa. Dorme onde quer, na sala, num dos sofás no Inverno, ao lado da nossa cama assim que as temperaturas sobem.
É um labrador demasiado agarrado ao meu marido mas não há nada a fazer quanto a isso. É uma adoração, é um carinho... Quer colo... pois é, um cão com mais de quarenta quilos que dorme no colo do dono!
Todas as manhãs quando vou à casa de banho, ele vai comigo... imagem bonita de se ver (not)... eu na sanita e ele sentado à minha frente para ser escovado. É assim que ele gosta. Às vezes são duas vezes ao dia! Ah, já me esquecia... e limpar as orelhas que este cão é sensível e precisa dos ouvidos bem limpos!

Estamos a dar em doidos mas é por opção!

Coisas boas

Não dá para ver mas estou com um sorriso de orelha a orelha! Ando assim há dias! Mas não sou só eu, não! O cachorro deitado aqui aos meus pés, no fresquinho do chão, delira sempre que nos ouve dizer que vamos à praia. E vem de lá, estoiradinho, tal e qual como uma criança!

Já há alguns anos que não fazia tanta praia no mês de Maio! Desde o fim de Abril que os dias e as noites têm estado invulgarmente quentes!
Calorzinho bom, constante! Parece Verão! Cheira a Verão e a Primavera, assim tudo misturado!

quarta-feira, 7 de maio de 2014