quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Amoras Brancas

Apetece-me tanto amoras brancas... madurinhas e muiiiiito docinhas.
E faltam ainda tantos meses...
Amoras, amoras, amoras.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Queixinhas

Tenho de aprender a não me queixar tanto.
Ainda na sexta-feira, achava eu que o tempo estava assim, a ficar irritante... o vento era mais que muito.
Hoje então, está alguém muito mal disposto lá em cima... vento, chuva e frio!

sábado, 15 de janeiro de 2011

O que me fazia feliz agora...

... era abrir a janela e sentir no ar, o cheirinho a flor de laranjeira!
Mas ver que ainda há um pouquinho de dia, às 18h00, já é um docinho!!

Mais Um...

... que passou para o Outro Lado.
Eles lá se vão juntando.
E Tu, minha querida, que dizes que não tens estofo para aguentar estas coisas, digo-te eu que É mesmo assim. Vai sempre custar. Uns mais, outros menos! Mas vai sempre custar. E quando eles vão cedo demais, mais complicado é de aceitar.

domingo, 9 de janeiro de 2011

TPL

Hoje, domingo.
Amanhã, segunda.
Estou com uma crise de Tensão Pré Laboral.
Odeio as segundas.

Agregado familiar??

-"Por quantas pessoas é composto o seu agregado familiar?"
No Verão, fui visitada por um representante do INE. Esta foi uma das perguntas e eu com um grande sorriso nos lábios:
-"Somos 5. Eu, o marido e três "pequenos". Ah! E não me posso esquecer dos adoptivos! Agora são 4!"
O homem olhou-me de esguelha, algo como a querer dizer "Esta gaja tá a gozar na minha cara!".
E eu continuei: - "Um cão e duas gatas em casa. Na rua, uma mãe gata e as suas três crias!"
As minhas colegas torciam-se de riso (sim, o tipo foi "simpático" e foi ao meu trabalho) e o fulano que até era mesmo simpático deu uma gargalhada.
Se o INE - DRA quer saber o que eu tenho nos meus terrenos, se é para consumo ou para venda... algo me diz que daqui a uns tempos vão criar um imposto para quem tiver hortas para consumo próprio... já agora também pode ficar a saber que eu e o meu marido gastamos fortunas com animais, os nossos e os alheios. Uns ficam, outros vão. Uns fazem parte da família permanentemente, outros apenas temporadas (especialmente os gatos).
-"Já que querem meter o bedelho em tudo..."
Ele concordou comigo. Ai! Não devia dizer isto! lolol

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

E já se pode falar de ontem

O tempo e a idade já me ensinaram que quando estou muito zangada, devo esperar antes de começar a desabafar (disparatar, por vezes!). Primeiro pondero tudo muito bem e se depois de uma noite bem dormida, continuar a necessitar de extravasar, então é porque a coisa merece a minha atenção.
Ontem foi por causa de trabalho. O meu patrão marcou-me uma reunião com um cliente difícil. Não teria nada de mais, não fosse este cliente ser amigo de infância do meu patrão.
O pretendido era que resolvesse uma situação que se arrasta desde Maio 2010 e que não justifica dores de cabeça por aí além. Não existissem os tais laços e já isto teria sido resolvido.
Adverti logo que não esperassem uma saída airosa. Sabia à partida que não ia conseguir nada porque acima de mim está "o amigo".
Tenho um defeito que tento corrigir há anos. Quando sou atacada ou hostilizada, mostro-me sempre muito educada, nunca falto ao respeito e sou algo submissa. Ao inicio, isso diverte-os porque pensam que sou uma tontinha simpática sem estofo para os confrontar. Com o continuar da conversa apercebem-se de que no fundo estou a gozar com eles e a maioria fica possessa já que a coisa não acaba como eles estavam à espera.
Ontem, foi similar mas controlei-me Muito. No fim, acabámos em águas de bacalhau porque eu não cedi. Levei com uma "A decisão final é do seu patrão, ainda é ele que manda, não é?. Aqui perdi o controlo da coisa e fiz-lhe um encolher de ombros do mais trocista que há. Tipo: "Não consegues dar a volta, não é? Vais voltar ao elo mais fraco. De mim não levas nada." Ele levantou-se e deu por concluída a reunião.
E ficámos assim.  Eu não saí da minha e ele não dobrou quem pensava dobrar. Coitadinho.
A irritação toda foi porque perdi uma hora e meia, num braço de ferro que todos sabiam de antemão como iria terminar.
O patrão já tem idade para saber que "Amigos, amigos, negócios à parte!"

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

De cabelos em pé

Estou furibunda.
Estou furibunda.
Estou furibunda.
Estou furibunda.
Não sei como me livrar de tanta irritação.
Odeio gentinha chica esperta.
Por algum motivo ele é conhecido no meio dos negócios por Chico Cigano... e com isto não estou a identificar ninguém. Chicos há muitos e Ciganos muitos mais!
Já não sei que dizer.
Este meu humor não se dissipa.
- Marido, sai de perto que isto hoje ainda vai sobrar para alguém.
1, 2, 3, 4, 5, 6,7...
Vamos a uma sessão de relaxamento antes do jantar.
Onde meti os phones?
Até já.

domingo, 2 de janeiro de 2011

Sumo de mangostão

Será que resulta? Ou é mais uma da moda?
Já comi e adorei... mas quanto a todos os benefícios que falam por aí, a ver vamos!
Já avisei o marido para me levar ao hospital se me ver a espumar pela boca!!!