quarta-feira, 30 de março de 2011

Namorada precisa-se

Está mais do que na hora deste rapaz arranjar uma namorada!
Temos de convencer o homem cá de casa... o rapaz precisa de descendência!

terça-feira, 29 de março de 2011

Tá dando uma vontade de comer mousse limão

e como é rapidinha de fazer, acho que vai dar para matar o desejo ainda hoje.
Só falta convencer o marido a dar um pulinho à horta... sem limão, não há nada para ninguém!

segunda-feira, 28 de março de 2011

"Cuidado com a língua"

E com a treta do acordo ortográfico, vão ser só erros...

Ignoram-se os noticiários...

e pensamos nas laranjeiras em flor, no cheirinho maravilhoso que há no ar, nos narcisos amarelinhos, nos sorrisos de quem passou por nós.
Muda-se de canal porque é suposto a nossa casa ser o nosso ninho. Logo, fecham-se as portas às desgraças e tenta-se arranjar serenidade para uma noite bem dormida.
E agora vou ali dar uma mãozinha ao meu cozinheiro...

sábado, 26 de março de 2011

Vai-te mentalizando...

... daqui a umas horas vais trabalhar...
... daqui a umas horas vais trabalhar...
... daqui a umas horas vais trabalhar...
... AGORA VAI DORMIR!!!

quarta-feira, 23 de março de 2011

A Pequena Loja de Blossom Street - Debbie Macomber

Aqui está um livro que sem ser uma grande estrela, nos consegue cativar.
Talvez pela simplicidade com que é escrito e por revermos nas personagens, a vida de alguém que conhecemos.

segunda-feira, 21 de março de 2011

É preciso ter coração de ferro

Na semana passada vi a minha vida a andar para trás.
Ainda dormíamos quando toca o telemóvel do meu marido.
Ele atende e só o ouço a dizer um "Sou sim" meio rouco, meio engasgado, uns "Hum... hum", pelo meio de uma respiração cada vez mais acelerada. Veio-me à cabeça que talvez tivesse acontecido algo aos meus sogros. Quando ele pergunta se não lhe podiam adiantar mais nada ainda ficou mais ofegante e começo a sentir-lhe o braço e a perna esquerda a tremer. (O meu homem é das pessoas mais calmas que conheço.) Desliga o telefone e fica-me calado. Dou-lhe uns segundos e como ele não abria a boca, pergunto-lhe o que se passa.
"Era do hospital, perguntaram se eu era familiar de x. É para ir buscar a roupa dele. Se quisermos saber alguma coisa temos de ir falar com o médico."
Bem, o x é o meu avô. Não sei onde fui buscar a calma. Agarro no telefone, ligo para a minha irmã. Tinham acabado de ligar para ela também. Só que quem ligou para ela não foi a mesma pessoa que ligou para o meu marido. E essa pessoa parecia ter mais juízo ao falar, pois se disse para ir alguém buscar a roupa do meu avô, também disse que ele ía ser operado de imediato.
Pomos a família em acção e ao fim de alguns minutos ficamos a saber tudo.
Apesar de alguma gravidade quando soubemos a razão para a cirurgia, só nos deu vontade de esganar quem nos telefonou.
Compreendemos que quem comunica com os familiares de um paciente, deve filtrar a informação. Mas deve primeiro que tudo saber filtrar a informação. O meu avô apesar de necessitar de uma cirurgia, estava bem e consciente e quem ligou sabia-o. Não havia necessidade daquele tipo de telefonema. Não havia necessidade de angustiar-nos daquela maneira. Pensei que fosse dar um peripaque ao meu marido e tudo porque filtraram demasiado!
Mas estas pessoas não têm formação??
E é ridículo como um Hospital pode perder um paciente dentro do seu sistema!! Mas isso dá outra história...  

domingo, 20 de março de 2011

sábado, 19 de março de 2011

Livros

Há quem se perca por sapatos, roupas, malas... eu perco-me por livros!
Já nem sei onde enfiar tanto livro!
Desde que conheci o meu marido, deixei de os comprar. Ele tornou-se o meu principal fornecedor!!! lol
Quando chega a hora de me presentear, ninguém fica com dor de cabeça. Se houver livraria ou alfarrabista por perto, sabem que me vão arrancar um sorriso de orelha a orelha!
E eu agradeço!

Preciso tanto mas tanto de dormir...

Acho que vou desperdiçar uma manhã de sol e vou dormir até doer o corpinho!
Por favor, que ninguém se lembre de me telefonar durante a manhã!

Isto, de nascer um filho, no dia do Pai, até tem a sua piada!

quarta-feira, 16 de março de 2011

Viagem a Capri - Elizabeth Adler



Li este livro numa tarde. E quando acabei fiquei a matutar no papel que se gastou para o imprimir.
Permitam-me mas não consigo partilhar da opinião de algumas pessoas que o consideram um excelente romance / policial. Salvam-se as descrições dos variados ambientes e mesmo aí, a escrita parece um pouco forçada.
Não o considero um romance, nem um policial porque nem como romance, nem como policial me satisfez. Aflora um bocadinho de cada mas não convence em nenhum.
Previsível.
Fraquinho.

Vistas curtas

Fico sinceramente triste quando vejo pessoas que me são próximas, prejudicarem-se porque são curtas de vista.
Porque não aceitam que não nascemos ensinados e que se dermos ouvidos a conselhos sensatos, podemos evitar trambolhões desnecessários! E tudo por teimosia e por quererem colmatar uma auto-confiança deficitária!
Há que saber distinguir auto-confiança de insensatez!

segunda-feira, 14 de março de 2011

Parados para benefício de um sector? Não me parece justo.

Parte da empresa onde trabalho está parada por causa da greve.
E não, não somos uma empresa de transportes, logo nós e outros como nós, paramos por uma questão de salvaguarda dos veículos.
E não, não beneficiamos de nada, caso alguns dos objectivos da paralisação venham a ser atingidos.
E parece-me que isto assim está mal.
E como é que um senhor ministro afirma que esta greve pode ameaçar a economia e não tem tomates para dizer que muitas medidas do Governo estão a contribuir para a falência de empresas e famílias?
Já não há paciência.

Espero que hoje estejam comigo

E porque as saudades são mais que muitas, espero que arranjem um bocadinho para pensarem em mim. 
Uma fatia de pão com manteiga e açúcar e um tupperware cheio de amoras madurinhas!
Pode vir também o "Lá em cima está o tiro-liro-liro / Cá em baixo está o tiro-liroló"!! (Acompanhado da coreografia que eu tanto gostava!)
Adorava voltar atrás para vos ter comigo neste dia.

Gosto muito de ti, mana!

Agora relaxe, Sô Dôtora! Nada de stresses! Hoje, grande reabertura!! E pelos vistos, reabertura molhada... reabertura molhada... reabertura abençoada! (Choooooooove a potes!)
Eu só queria era deitar a cabecinha na almofada e dormir descansadinha... mas tá difícil, mana, tá difícil! (falta a trovoada!)

domingo, 13 de março de 2011

E já dizia a minha avó

"Esteja a pera na pereira e não apodreça, logo há quem a mereça!"

Bruno Mars - Grenade

Como a vida amorosa de um amigo se resume a isto...

Bolas, estava eu num soninho tão bom e

salta-me um burro em cima!
Alguém me explica porque é que este cão não descansa enquanto não nos acorda?
Acorda-nos e depois vai ele dormir... até podem pensar que ele não dorme enquanto dormimos mas Dorme e Muito. Resolveu foi ser o nosso despertador matinal... este não falha, nem dá para desligar...

sábado, 12 de março de 2011

Sinal que a vontade é muita...

é ter de ir comprar uma oferta para uma amiga e estar aqui a olhar pela janela... a adiar... e a ponderar jogar-me ali ao canteiro. Aproveitar o sol e tentar minimizar os estragos que um cachorro, abandonado por um vizinho, fez!
Entre enfiar-me num centro comercial e ajavardar-me na terra... tenho cá para mim que as compras vão ficar para segunda-feira!

Contrastes

Ontem, parecia que ía desabar o céu na terra.
Hoje, um sol lindo.
Até o Tempo anda com humores...

quinta-feira, 10 de março de 2011

CENSO 2011 - Percebo e não percebo!

Alguém já leu as perguntas do Censo 2011? Tou a pensar considerar as minhas gatas e o meu cão como pessoas! Se gasto tanto dinheiro com eles, não têm direito a ser da família? lol 
Até me admira como a pergunta sobre a religião é facultativa!! 
E vou já avisando os meus amigos que não quero visitas cá em casa no dia 21 de Março, entre as 0 e as 12 horas, porque não estou para gastar caneta a ter que "participar" ao INE quem anda por aqui! Querem saber se somos sociáveis ou vão inventar um imposto para quem recebe visitas?? E porquê o dia 21 Março?? E se nesse dia me der uma branca e não me lembrar de nada? A memória anda tão fraquinha!! E se eu disser que tenho dificuldade em tomar banho ou a vestir-me, será que me arranjam um ajudante?? De preferência um jeitosinho mas não muito porque depois o marido fica com ciumes!! (Até parece que vão ajudar quem precisa, com estas perguntas!!) Há coisas ...

quarta-feira, 9 de março de 2011

Eu e o Vento

Hoje foi um dia ventoso. Levantei-me com dor de cabeça, trabalhei com dor de cabeça e com uma capacidade de concentração igual à de um peixe.
Quando era mocinha de vintes e pesava uns simpáticos 48 Kg, corria o risco de levantar voo com um ventinho mais forte!  Em dia de chuva com vento, era proibido usar sombrinha ou veríamos uma Mary Poppins algarvia, a cirandar por esses céus fora!
Aos trinta, consolida-se um pouco o corpinho mas fica-se assim com a cabecinha muito sensível a tudo o que seja mais forte que uma brisa.
O que será aos quarenta?? 
Braghhh, ainda faltam uns aninhos, não vou pensar nisso!

terça-feira, 8 de março de 2011

Tanta procura deu bom resultado

Na minha procura pelo tal blogue, não encontrei o que queria mas dei com o blogue A Paixão dos Sentidos.
Li-o num ápice. É muito bom. E muito interessante para quem gosta deste género. Para quem gosta de aprender e saber mais.
E acabei por o juntar aqui ao lado, onde já estão alguns do mesmo tipo ou parecidos. São poucos mas bons.

segunda-feira, 7 de março de 2011

Cabeça desmiolada

Há meses dei com um blogue por acidente, de um senhor reformado com um amor de jardim e com uma hortinha à maneira. Não o guardei nos favoritos, nem me lembro do nome. E agora por muito que procure não o encontro. Que frustração!

E já chove... aiiiiiiiiii que neura!

Puf...

Hoje trabalha-se por telefone.
Hoje alapa-se o traseiro no sofá.
Hoje brinca-se. A tudo, menos ao Carnaval.
O meu sobrinho não gosta do Carnaval. Resolveu dar o braço a uma das avós e ser do contra.
E falta o sol. Tá cinzentão.
Puf!  

domingo, 6 de março de 2011

Festival da Canção

Há anos que o Festival da Canção é um autêntico flop.
E a cada ano que passa piora.
Mauzinho, muito mauzinho.
E que dizer de cantores reconhecidos a fazerem figuras? Aquilo era cantar? Aquilo era música? E as letras? Sempre os mesmo gemidos, sempre as mesmas lamúrias!
E gasta a RTP dinheiro naquilo? Ou o simples facto de o festival da canção já não ter por onde se pegar, é sinal de que já não investem de modo a exigir qualidade?
Não sei, não quero saber... ou melhor dizendo, deveríamos exigir saber... pois se é RTP, é dinheiro do Zé Povinho...
E aquilo ontem foi um sofrimento. O resultado foi abismal, o que não deixa de ter a sua piada.
Parecia humor britânico!

sábado, 5 de março de 2011

sexta-feira, 4 de março de 2011

Parece que vamos ter Carnaval molhado e frio!

Do Brasil

A minha lua de mel foi passada no Brasil.
Não fossem as saudades e os quinze dias que lá estivemos teriam parecido cinco. Tivemos cenas muito engraçadas, em dada altura a lua de mel passou a três (não, não estava grávida!), mas isto é outra história!
Uma noite, em Rio das Ostras, íamos no passeio, após o jantar... ainda me lembro das sandálias compensadas que calçava... à nossa frente íam três rapazes. Um deles tropeça ligeiramente e sem parar de andar, diz entredentes:"Filhá da puuta! Chutei a porra da pedra!"
Não me aguentei e desatei a rir. Foi impossível resistir. A pronúncia e a rápida imprecação na ponta da língua.
Rebolei... mesmo... literalmente...
Moral da história: não te rias do mal do teu vizinho que o teu vem a caminho!
(A minha ensaboadela ao chão foi na mesma zona que o topanço dele. Deve ser um bom sítio para filmar quem passa!)

quinta-feira, 3 de março de 2011

Acho que desloquei o maxilar...

sempre que mastigo... estala, estala, estala!

Azenha do Mar

Gosto da costa vicentina.
É óptima para espantar o stress e horrível para quem gosta de grandes bulícios!
Na maior parte do ano, é uma calmaria.
E adorei Azenha do Mar por causa do vento. Quando lá estive a ventania era tanta  e tão forte (eu que não gosto de vento!) que a adrenalina disparou. 
Gostei. Eu contra o vento! O rato contra o elefante!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Sinais de senilidade?

É pá, ainda é cedo (acho eu!!) mas não é que me esqueci que faço anos este mês?
Liga-me uma amiga para saber quando faço o meu jantar de aniversário pois quer agendar o dela (fazemos anos no mesmo dia!) e eu fiquei de boca aberta, a questionar-me qual o estado da minha memória.
Ou a senilidade já ataca por aqui ou eu não estou com vontadinha de fazer anos!! Ai, que coisa, hein??

terça-feira, 1 de março de 2011

Porque será??

Pergunto-me quais os motivos que levam grande parte dos clientes da empresa onde trabalho a emigrar??
Franças, Suiças, Alemanhas, Angolas, Brasil, Canadá...
O que levará tanto empresário a fechar empresas, até há relativamente pouco tempo, bem sucedidas?
Sendo a crise a justificação mais comum, outros há que não têm problemas em assumir que não estão para arcar com as consequências das asneiras de "certas pessoas".
E o que ganhamos com isto? Nadinha. Só perdemos. Todos perdem.
Sai o capital e o empreendorismo.
E os que ficam suportam tudo estupidamente porque não têm outra hipótese.

E este post está chato, pois está mas é realidade que me rodeia. A mim e a muita gente.