domingo, 29 de abril de 2012

Mais uma estante?

Tenho ali mais de quatro dezenas de livros que não sei onde os arrumar. Esgotei os armários.
Entra-se nesta casa e só se vê livros. Eles estão por todo o lado.

sábado, 28 de abril de 2012

Filhas da **** das bactérias

Acabou de me ligar uma amiga, internada no hospital há muitos meses. Parece que por lá vai continuar. 
Tinham finalmente conseguido resolver o problema dela e já contava os dias para ter alta.
Soube ontem que apanhou uma bactéria na última visita ao bloco operatório.
M**** de hospitais!

Perguntar (não) ofende e tenho vergonha

Acabei de adicionar uma pessoa no facebook que não conheço. Abri o perfil e vi que é casada com uma pessoa, essa sim, minha conhecida. As fotos que lá estão são todas do casal.
Não é a primeira vez que me deparo com uma situação destas. Casais com a página do face em comum. E se formos ver os amigos, grande parte também têm as páginas como eles.
Em comum têm todos uma particularidade: são Testemunhas de Jeová!
Porquê? É regra? Não pode haver individualidade dentro do casamento?
Até podia obter a resposta a esta pergunta mas tenho vergonha de perguntar.

Trovoada! Estou feliz! lololol

Adenda: Nem um minuto durou. O sol já aí está outra vez!

Cuidado com o Hi5

Há uns dias lembrei-me de aceder à conta que tinha no Hi5. Deixei de lá ir há séculos mas não desactivei a conta. Quando tentei aceder não consegui porque estava em actualização. Uns dias depois resolvi tentar novamente e deu. Entrei mas apareceu um aviso que teria de concordar com as novas regras para poder aceder à minha página. Estava em inglês, acho que nem li tudo, concordei e pronto.
Passei os olhos pelo visual novo mas por causa de um telefonema fiz logout.
Dois dias depois tinha o e-mail associado à conta, inundado por mensagens de pedidos de amizade. Todos de homens. Todos desconhecidos. Acedo de imediato ao hi5. Só quem podia visualizar a minha página eram os amigos adicionados mas sabe-se lá como estaria ela agora. A maioria dos pedidos estavam acompanhados de mensagens lascivas. Outras até faziam corar um ceguinho.
É pá deu-me um baque. Era só o que me faltava. Nem pisquei os olhos. Desactivei imediatamente a página.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Opinião do meu homem

Diz o meu maaaais-que-tudo que tenho de dar uma lambidela ao aspecto aqui do blogue.
Amorzinho, tenho pena mas desta vez discordo.
Olho para a cria e sinto-me bem.
É simples.                 
Todo ele me transmite conforto.
Por tudo isto vamos continuar assim.


quinta-feira, 26 de abril de 2012

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Deitei tarde, acordei tarde.
Ligo a televisão. O homenzinho do noticiário diz que há aguaceiros em todo o país.
Norte, centro e sul.
Olho para a janela. Esfrego o olho. Não, não estou a ver mal. O céu está cheio de nuvens brancas, o sol brilha envergonhado mas água? Nem vê-la.
É pá, somos um país pequenino e nem assim acertam uma!

Burro velho...

Há dois anos um empresário holandês desafiou-me a ir 15 dias para a Holanda.
Para ver, para cheirar, para apalpar.
Descartei imediatamente a proposta.
Motivo: o clima! Nada a ver comigo.
E se o clima  e eu não nos cosemos, então não há nada a fazer.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Eleições autárquicas 2013


Falava há pouco com um familiar sobre as próximas eleições autárquicas. Quando lhe perguntei em quem votará ele, levei com a seguinte resposta:
"- Quem quiser o meu voto, tem de me dar emprego!"

E se todos os desempregados fizessem o mesmo?

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Conversa entre manos


Ele - Cheira-me a Malibu.
Silêncio.
Ele, novamente: Cheira-me a Malibu. Não estou a gostar nada disto.
Eu - Vai perguntar à mãe... que detergente usou ela para lavar o chão.
Ele - Não gosto nada disto. Ainda vou vomitar.
(Quem te mandou beber Malibu puro? Miúdos...)
Não pude deixar de rir. Assim, silenciosamente. Só para mim.

domingo, 22 de abril de 2012

SMS's

Estou fula!
Uma pessoa compra um móvel, dá um contacto para ligarem aquando da entrega e passados quê?? ... uns quatro anos, começa a ser bombardeada, com mensagens de promoções e publicidades. O que ainda é pior, é que enviam as mensagens de manhã bem cedo.
Uma pessoa a dormir, acorda sobressaltada a pensar logo numa desgraça.
Meus senhores que vos passa pela cabeça? Posso saber? Gente estúpida.
A minha doutrina é:
Vive de forma a que o teu maior desejo seja viver outra vez - esse é o teu dever - pois quer queiras quer não, viverás novamente!
                                                                                                                                        NIETZSCHE

sábado, 21 de abril de 2012

Lupa precisa-se. Urgente!

Para tentar ver o copo meio cheio.

"I DONT BELONG" - by Frankie Chavez

Há muita coisa que não percebo mas não tem nada a ver com a cor do cabelo...

Coisas que não percebo

Quando estive internada, houve realmente alturas em que precisei de analgésicos mas acho que tive sorte porque ao contrário de algumas pessoas que lá estavam, quase não precisei deles. Ou não tinha dores, ou a dor era suportável.
O que me fazia confusão era chegar a determinada hora e pimba! Lá vinha a senhora enfermeira com um comprimido. A primeira vez que me fizeram isso, perguntei o que era. Era o "milagroso" analgésico. Disse-lhe que não doía por aí além e ela levou-o de volta. A partir daí perguntavam-me sempre antes de começarem a distribuição. (Tive uns três momentos críticos, graças a acções de terceiros e aí não me coibi de pedir.)
Expliquem-me lá: numa enfermaria de seis camas apenas uma velhota não comunicava mas a distribuição dos medicamentos era feita e só a mim é que perguntavam. As outras tomavam e nem piavam. Nem elas sabiam o que estavam a engolir.
Eles sabem os efeitos secundários dos analgésicos. Custa muito perguntar se a pessoa tem dores? Há dores e dores. Umas aguentam-se, outras não.


 

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Brufen?

Acho que já referi por aqui que o Brufen 600 é o meu melhor amigo, pelo menos uma vez por mês.
Há pouco fui ler a bula.
Não o devia ter feito.
Caraças!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Tenho cá para mim...

Que o meu telemóvel e a senhora dona sanita, um dia destes vão ter um encontro imediato.
E depois vou gritar: LIBERDADE!

domingo, 15 de abril de 2012

Frio, frio, frio

Saí de casa toda afoita, pensando que ía preparada para o tempo que parecia estar na rua.
Não podia estar mais equivocada.
Congelei. Congelei.
E sem sair do carro.

sábado, 14 de abril de 2012

Novidade

Dizem que os labradores gostam muito de água?
O Sasha gosta da mangueira.
O Sasha gosta de ir espreitar-me quando estou no banho.
O Sasha não gosta de molhar as patas.
O Sasha não gosta?
Não. O Sasha espera que a ondinha recue para abocanhar a bola que foi propositadamente atirada para a beirinha da água.
Como vai ele fazer no mar?
Aguardemos por dias mais quentes...

Olha aí como soa mal!

Dizer a alguém que me doem os parafusos.
lololol

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Caminhos

Sempre gostei de escrever.
Gosto ainda mais de ler mas houve alturas em que escrevi e encenei peças de teatro para a escola. Quase sempre comédias. Também organizei concursos onde muita gente queria participar porque os prémios eram reais e além disso era sempre uma barrigada de boa disposição.
Comecei a escrever, os colegas de turma liam, gostavam e surgiu a possibilidade de ser criado um grupo de teatro. Tínhamos o apoio dos professores e de toda a escola. E posso dizer que fomos bons. Fomos vistos por muitos colegas e fizemos rir muita gente.
A partir do 10º ano parei com tudo mas enquanto durou foi muito bom.
Umas das miudas que fazia parte do grupo de teatro como actriz não parou. Tirou um determinado curso superior mas jogou-o para trás das costas. Hoje não é actriz mas escritora. E com obra publicada.
E assim se escolhem os caminhos.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Fazer render

Há duas semanas que ando a fazer render um livro de 1058 páginas.
Faltam-me menos de 200 para o terminar.
Daqui a uns dias voltarei a falar dele.
Mas vou fazer render o que falta. É garantido.

É ridiculo

Como há pessoas que estragam a vida pessoal, duas e três vezes e não enxergam que afinal a origem dos problemas são elas.
Não há paciência.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Caça às carraças

Pobre Sasha!
Não há vez que venha da rua que não tenha de ser todo catado. Vem cheio de carraças.
É a altura delas. 
Mesmo que não vá para zona de ervas, basta haver uma brisa mais forte para elas voarem e agarrarem-se ao pêlo.
Isto de viver no campo é muito bom mas depois temos de levar com vizinhos destes. Basta ter uma porta ou janelas abertas e entram-nos por aí adentro.
E com a ventania que está hoje, não vai ser só o Sasha a ser catado!

Saliva da carraça

Anda uma pessoa na net à procura de uma foto de uma carraça e dá de caras com uma notícia destas. Já tem algum tempo mas é bastante interessante.


Proteína de saliva de carraça destrói células cancerígenas

Descoberta é do Instituto Butantan, de São Paulo, Brasil

2009-08-28
As carraças utilizadas no laboratório brasileiro
As carraças utilizadas no laboratório brasileiro
A carraça, um conhecido parasita hematófago transmissor de doenças infecciosas, pode ajudar a curar cancros da pele, fígado e pâncreas através de uma proteína da sua saliva, segundo descoberta de investigadores brasileiros.

Ao estudarem um exemplar sul-americano desse aracnídeo que se alimenta do sangue de vertebrados (Amblyomma cajennense), descobriram que essa proteína destrói as células cancerosas mas é inofensiva para as células sãs.

Notícia completa aqui.

Defeito grave

Os meus sogros têm um defeito muito grave: quando por algum motivo lhes pedimos para comprar qualquer coisa que nos faz falta, nunca se lembram de quanto custou.
Tramado.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Conta do veterinário: 113,60€

Quem pode? Digam lá, quem pode?
E foi só uma análise e a vacina para a leishmaniose.
113,60€.

Poesia

Tenho alguma dificuldade em ler determinado tipo poesia.
Quando dou por mim já me perdi e apercebo-me que estou a vaguear a tentar perceber que raio querem dizer.
Farto-me depressa. Não tenho paciência.
Talvez seja por isso que de poesia tenho pouquíssimos livros.
Florbela Espanca, Camões, Júlio Dinis e dois poetas conhecidos da família. Foram os que se deixaram ler (bem).
É uma pena não ter Luzes para mais.

domingo, 8 de abril de 2012

Páscoa Feliz

Boicotámos as amêndoas e ovos de chocolate só mesmo para os pequeninos.
Ao contrário de sempre, este ano teremos Jantar de Páscoa e não o habitual almoço. O que vai imperar na mesa vai ser o folar que é danado de bom [mais a torta de claras, um doce de natas especialidade da sogra, brigadeiros, bolos de bolacha (dois tipos diferentes) e um bolo de aniversário para alguém cujo dia de anos foi apanhado pela Páscoa!]
E é assim que uma das mais importantes festas religiosas fica resumida a comida. (Sacrilégio?) 

sábado, 7 de abril de 2012

Li não recordo onde

Que temos um cérebro muito "esperto" (manhoso) e se o nosso dia-a-dia for muito rotineiro, fazemos as coisas e quando damos por nós não nos lembramos do processo.
Assim como sair de casa a conduzir e ao chegarmos ao trabalho não nos lembrarmos de nada do percurso mesmo quando se passou por n semáforos ou cruzamentos!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Actualização (ou sinal de quem não tem nada para fazer)

O S. Pedro deve ter recebido um abaixo assinado enorme e repensou.
Foi-se o céu cinzentão, desapareceu a chuva e o sol brilhou. O frescote, esse continua.

Aliei-me ao sobrinho e estamos a confraternizar com uns sacos de gomas.

S. Pedro teimoso

O S. Pedro atravessa certamente uma crise.
Se há umas semanas nos brindava com temperaturas que até dava para ir à praia, agora em plena semana da Páscoa, resolve contrariar os desejos de quem vive do turismo e de quem, apesar da maldita crise, conseguiu tirar uns dias de férias.
A chuva por aqui alterna entre o tipo "molha parvos" e "uma assim mais molha a sério".
O céu tá cinzentão e tudo convida a ficar em casa.
Mas venha lá a chuva que toda a gente sabe que "Abril águas mil" e quem vier para o Algarve não esqueça os guarda-chuvas e prepare-se para as filas intermináveis na E.N. 125 que isto de andar na Via do Infante, é como andar com um carteirista no carro.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Não te cuides, não!

Chego a casa da minha mãe e vem um dos cachorros ter connosco.
Tinha ido ao passeio e voltava cheio de lama.
Entra em casa e na cozinha cruza-se com a minha irmã que rápida lhe dá um raspanete:
"- Já viste o estado dessa roupa?"
O cão olhou para ela e abanou a cauda.

O comilão do blogger

Há umas três semanas que notava que o blogger estava esquisito.
Não conseguia fazer determinadas alterações, não apareciam comentários e às vezes quando o abria tinham-me desaparecido posts.
Hoje parece que ressuscitou. Apareceu tudo no sítio. Excepto os comentários que estavam todos na pasta de SPAM!
Deixa ver se não lhe volta a dar a pancada!

terça-feira, 3 de abril de 2012

Regresso à adolescência

Há já alguns anos que não me apareciam tantas borbulhas na cara!
E nem sequer é aquela altura... e nem ando a devorar doces!