sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Diz o senhor meu avô, do alto dos seus quase 90 anos, que a crise já chegou ao tempo! lolol

Medo

De mim.
Então não é que sonhei com uma colega que não vejo há séculos?
Sonhar com ela não tinha problema algum, não fosse eu ter-me jogado aos olhos dela com as unhas e ter acordado satisfeita.
Por muito cobra venenosa (e mortal) que ela seja, faz-me confusão um sonho destes. (E dizem os meus amigos que tenho sangue de barata. Pois, tá bem!)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Quero Muito

Quero (Muito)
Preciso (Muito)
Necessito (Muito)

Conduzir.
Fazer todo-o-terreno.
Conduzir.

(E já agora pintar o cabelo!)
Até já sonho com isto...

domingo, 19 de fevereiro de 2012

E como uma vareta me está a lixar um joelho

Ir ao You Tube ver a cirurgia que me fizeram, foi interessante.
Vi várias. Eu e a minha mãe!
Tudo para tentar perceber exactamente o que foi feito.

Quando me disseram que teria de ser operada explicaram-me assim por alto o que iriam fazer.
Iriam pôr uma cavilha fininha que aqui aqui a rapariga não tem perna rechonchuda. Nada complicado e o tempo de recuperação seria menor.
Fiquei eu a pensar que seria só uma cavilha! Lá na zona da fractura. Pois não foi só uma cavilha. Faltou o resto da informação.
Foi introduzida uma vareta pelo joelho. Por acaso, isto já me tinham dito no hospital. E digo por acaso porque só me explicaram DEPOIS da cirurgia. Assim por acaso quando me queixei com dores no joelho.
Ora o que esta vareta pode provocar é rigidez no joelho e como o meu dobra pouco (já dobrou menos mas como sou burra teimosa vou forçando) e vai precisar de fisioterapia se não melhorar, nós as duas quisemos tentar perceber como raio para me arranjarem uma parte da perna me lixaram outra!
E como se não bastasse pôr em causa a mobilidade, ao introduzirem a vareta também lixaram a sensibilidade à temperatura do lado direito do joelho. E depois ainda têm a lata de me dizer que tudo isto é perfeitamente normal. Perfeitamente normal.
E com tanta lixadela até parece que fui operada por um serralheiro.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Selinho da R*


Hoje quando abri o blogue tinha esta agradável surpresa.
A R* do In My Own Little World ... foi uma querida e mandou-me este selinho.
Normalmente quando sigo um blogue é porque sinto uma verdadeira empatia. Seja por gostos que o seu autor tenha ou como acontece na maior parte dos casos, pelas suas experiências de vida.
A R* é um exemplo. Fica aqui um beijinho grande para ela.

Para transmitirmos o selinho temos de respeitar as seguintes regras:
  1. Colocar o link de quem o ofereceu
  2. Colocar o selo no blogue
  3. Escolher 5 blogues com menos de 200 seguidores para oferecer o selo
  4. Deixar um comentário a avisar que estão a deixar o selo
 E os blogues escolhidos são:
Letrinhas Combinadas
Lavar a Alma
Episódios de Radio
Maçã Dentada
Quinta da Cavaleira

Desejos de Chocolate - Trisha Ashley

Miminho do marido no dia dos Namorados.
O livro tem um aviso: "LER COM UMA CAIXA DE CHOCOLATES AO LADO"
E parece que no meio do romance ainda ensina a fazer um ovo da Páscoa e creme de chocolate  para barrar no pão! 2 em 1!
(Isto é o que consta na contracapa.)

Deixa ver...

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Mafalda

Adoro esta miúda!
Nunca fui grande apreciadora de banda desenhada... em miúda.
Houve uma fase em que lia de tudo. Até ao fim. Gostasse ou não. Nem que fosse para dizer o por quê de não gostar. Aos 14, 15 anos li um livro enoooorme que ofereceram à minha irmã. Era a Mafaldinha.
Adorei. Identifiquei-me em muita coisa com ela. Arrancava-me sempre gargalhadas!
Olha aí! Bom livro para reler agora!

Arquivar = Relaxar

Arquivar documentos costuma ser para mim sinónimo de relaxamento.
A cabeça esvazia de qualquer pensamento e só vejo documentos à frente, logo meio caminho andado para descomprimir.
Mas hoje não está a funcionar! Nem há vontade de começar. Nep!
Há duas alternativas: chuva e trovoada mas o S. Pedro não está para aí virado e só nos dá sol e frio.
Por isso cala a boca, larga o computador e agarra-te aos papéis. Aiiiiiiii.

Ainda me arrepio só de me lembrar

(E é com estes pequenos desabafos que vou exorcizando a coisa...)
No fim do ano, tomei uma decisão. Não descurar, NUNCA, a depilação!
As semanas que antecederam o Natal foram muito complicadas para mim e não tinha tempo para nada. Era só trabalhar, comer e dormir. Ainda tive de comprar as prendas de Natal e tive sorte porque a minha irmã e o meu marido ajudaram e compraram a maior parte.
Na véspera de Natal, enquanto me estatelo na banheira e vejo os ossos a partir, a primeira coisa que me veio à cabeça foi: "Raios, a depilação!"
Como a cabeça de uma mulher funciona!
Quais dores, quais quê! Eu pensava era nos raios dos pêlos!
Torrei o juízo ao marido, ao pessoal do INEM, aos médicos, aos enfermeiros. Ridículo!
Seis dias depois enquanto me preparavam para a cirurgia... (sim, só fui operada seis dias depois. quem me manda a mim cancelar o seguro de saúde? quem me manda ir parar a um hospital público no Natal? mas isto é exorcismo para outro post!), avisaram que tinham de retirar a perna da tala de gesso não só para desinfectar como também para fazer a depilação.
Sem analgésicos!
WTF??
E não esquecer de retirar o verniz das unhas dos pés!
Sério?? Não querem mais nada? Já agora podem também cortar-me o cabelo!
E como isto me serviu de lição, agora há que arranjar tempo (Sempre) para a depilação e não vale a pena andar com as unhitas bem pintadas que os cirurgiões gostam é de carequinhas.... as macaquinhas vão para o Jardim Zoológico.
Aprendi da pior maneira.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Electrocutei o marido

Foi um choque e pêras! Até fez barulho! Ouvimos um restolhar ainda antes de sentirmos o choque.
Penso que seja culpa das camisolas polares, muito quentinhas por um lado mas depois põem-me os cabelos em pé ou dou choques a torto e direito.
O estúpido é que nem nos chegámos a tocar! A mão dele estava quase a tocar na minha... quase.
(Hoje se quiseres dormir comigo tens de ir buscar um balde com terra para aqui a je enfiar os pezinhos!)

"Ai Spoting, Spoting!"

O meu sobrinho é constantemente "assediado" por uma parte da família para gostar do Sporting.
A outra parte é do Benfica e também fazem de tudo para influenciar o miúdo.
Ele lá se vai mantendo fiel ao Sporting mas face aos resultados dos leões, hoje virou-se para um dos avôs e disse: "Oh, vô, o Spoting tá mau, tá! O Bempica tá bom!"
Três anos. Três anos e já analisa o estado do futebol!

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Reconquistar o Sasha

O Sasha ressentiu-se da minha ausência e quando voltei a casa, pura e simplesmente, ignorou-me.
Olhava para mim, com cara de quem pensava "Olha a lata da fulana, desaparece durante 17 dias e depois quer festas! Espera sentada que já vou ter contigo!" e só obrigado se aproximava.
E isto desmotiva, pois claro que desmotiva. Então o sacaninha dormia comigo, deitava-se no meu colo quando estava no sofá, fazia uma festa quando eu chegava do trabalho, até para a casa de banho ia comigo e só porque não achou suficientes as nossas conversas ao telefone (só eu sei as figuras que fiz, a falar com ele ao telemóvel e as minhas colegas de quarto a ouvirem!), balda-se?
Labrador que se preze, é boa boca e este não é excepção e foi por aí que enveredei.
Bocadinho de pão aqui, bocadinho de fruta ali e temos progredido. Se eu como, deixo sempre qualquer coisinha para ele.
Cada um colhe aquilo que semeia e se agora ele já vem ter comigo, também é verdade que enquanto como, tenho um mirone. Senta-se à minha frente e não descola. Por sorte, não se baba!
Só não brincamos mais porque ele ainda mordisca muito e também porque quando lhe dá para encarnar uma cabra montês, convém que se saia da frente...
Com jeitinho chegamos lá. Vamos dar tempo ao tempo.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Dizem que está frio na rua... que até corta... pois... é tempo dele, não sei qual o espanto!

Eu, Cayetana

Este livro acompanhou-me durante a estadia no hospital e só o acabei em casa.
Quem disser que ler num hospital é fácil, num quarto onde a média de idade ronda os 65 anos, mente! Fiquei com a falsa ideia que só os idosos é que partem ossos!

Na cama à minha frente, estava uma senhora de 90 anos, pequenina e magrinha mas de uma lucidez espantosa! As nossas conversas eram interessantíssimas e com alguém assim, ali à minha frente, era lá possível ler? Tá bem, tá!
 
Quanto à Sra. D. Cayetana, gostei do livro e parece que fiquei a gostar da pessoa.
Inteligente, culta, vivaz. Há ali uma faceta que gostei menos mas cada um tem a sua maneira de lidar com situações graves e esta senhora não será excepção. Também o facto de ter muito dinheiro (ou para o comum dos mortais, ela parecer ter muito dinheiro) permite-lhe ter esse comportamento que não dignifica uma pessoa mas não sou ninguém para julgar os outros e se ela o assume no livro é porque reconhece aquela falha.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Boca fechada


A minha irmã não se cala.
Melhor, manda-me a mim ficar calada. É que sou tipo House. Desbocada! Por vezes, ainda a ideia não foi formulada na cabeça e já me está a sair disparada pela boca!
Diz que sempre que digo que alguma coisa de mal vai acontecer, acontece mesmo!
Já não a posso ouvir!
E eu tenho lá culpa?
Agora para não haver desculpas (culpas), vou ficar de boca fechada.
Rapariga, daqui não vais ouvir mais nada do género. Daqui só vão sair "coisas" boas, doces e cor-de rosa!
E não me venhas torrar o juízo depois de ler isto. Ok?

domingo, 5 de fevereiro de 2012

O fim-de-semana passa a correr (constatação mais que parva)

Porquê? Porquê?

Vontade de bater

Há dias quando procurava a imagem de um livro na net, fui parar a um blogue onde para além de ter a foto do livro que precisava, também tinha "O" pormenor do fim do livro. Assim preto no branco. Eu que ia a meio do livro não achei maldita piada.
É óbvio que muita gente usa o blogue como um diário mas caramba, gente com um palmo de testa punha um aviso de spoiler no titulo. 
Pelo que vi  (mas não quis ler), a maior parte dos posts eram sobre livros.  Se têm um blogue aberto, qualquer pessoa pode lá ir parar. Uma coisa é dar uma opinião sobre o livro, outra coisa é além da opinião também contar o fim.
Fiquei possessa. Deu-me vontade de deixar lá um comentário menos simpático mas pensando bem eu é que lá fui parar e eu é que optei por ler o que me parecia ser apenas uma opinião.
Um aviso no início não custava nada e tinha-me poupado um chorrilho de adjectivos menos correctos.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

A Melodia do Amor - Lesley Pearse

É o que se devora por aqui.
Mais um livro que se lê muito bem.
Desta escritora ainda só li o "Segue o Coração" e posso dizer que adorei. A Melodia do Amor (até agora) é do mesmo género.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Real Steel

Gostei. Deu para descontrair um bocadinho. Deu para rir e parece que dá para chorar (o meu cunhado chorou no fim! lol). A mim deu-me mais para rir (adoro boas cenas de luta) e dançar (se se pode chamar dançar a pular na cadeira!). 
A história é bonita. Vemos a personagem do Hugh Jackman a crescer e o filme a ganhar uma consistência que nos preenche. Chegamos ao fim e não ficamos com aquela sensação de vazio ou tempo perdido!
Há máquinas que metem um bocadinho de medo (pronto, respeito!) mas são cheias de pinta!

Isto de sentir dores, ferroadas, picadas e comichões, quase em simultâneo, está a deixar-me de cabelos em pé!